segunda-feira, 9 de maio de 2016

Processo de beatificação da PRINCESA ISABEL


No ano de 2011 Dom Orani Tempesta Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, recebeu formalmente o pedido de beatificação e canonização da princesa Isabel, caso o processo chegue ao final ela poderá ser chamada de Santa Princesa Isabel ou Santa Isabel do Brasil.
OUTROS RASGOS QUE FALAM ALTO DO ESPÍRITO RELIGIOSO DA MAIOR DAS BRASILEIRAS:
1- No 35.º aniversário da Imperatriz Teresa Cristina, em 14 de Março de 1857, ela informou: “Hoje, quando acordei, rezei um Padre-Nosso e uma Ave-Maria pela intenção da mamãe. O dia está lindo, parece que Deus também quis festejar os anos da mamãe”.
2- “Acabamos, há pouco, com a festa da Igreja. Perdoei 6 réus e comutei 2 penas de morte. É uma das poucas atribuições de que gosto no tal poder!!!”
3- “Esta tarde o tempo nos deu uma estiada e fomos adorar o Santíssimo. Agora está chovendo miudinho”. (Carta de 02/04/1858).
4- Da Semana Santa, deu a notícia: “Temos ido todos estes dias de manhã e de noite aos ofícios da Semana Santa. Com o Internúncio tivemos seis padres.” (Carta de 11/04/1868).
5- “Hoje, foi dia de limpeza na Igreja e deixamo-la muito bem arranjadinha para amanhã”. (Carta de 07/11/1874).
6- Outra preocupação da princesa era, com um grupo de amigas, cantar nas solenidades religiosas da Matriz, como escreveu ao pai, fazendo galhofa, em 30/11/1874: “Lhe direi, entretanto, que seus cabelos se teriam arrepiados hoje, ao ouvir as vésperas que cantamos na Igreja às 3 horas”.
7- No final do curso do 4º mês de sua segunda gestação, ao referir para a Condessa de Barral que sentiu os movimentos ativos do bebê dentro do seu útero, e sequiosa para a chegada do mês de outubro, o mês de seu parto, exclamou: “Meu Deus! Como eu queria que o mês de outubro já tivesse chegado e passado! E passado como nós queremos que passe!!! Reze por nós a Nosso Senhor e a todos os que estão no Céu!”
8 - Pela canonização do Padre José de Anchieta (o Apóstolo do Brasil): “Queira, pois Vossa Santidade resolver que é lícito aos católicos brasileiros venerarem em seus altares a imagem de tão santo varão. Queira também Vossa Santidade lançar sua apostólica bênção sobre mim e sobre minha família e sobre a Nação Brasileira”. (Palácio, 11/07/1877).
9- “Na Igreja tivemos nosso Mês de Maria sempre precedido do terço, dito em intenção de Papai e de Mamãe. Não são as orações que têm faltado; por toda parte se reza e se manda rezar, e esta manhã nas Irmãs, tivemos uma Comunhão por intenção de Papai. Comungamos nós dois e umas quarenta senhoras”. (13/05/1888).
10- Eis na íntegra as letras apostólicas do Santo Padre Papa Leão XIII por ocasião da outorga da insígnia Rosa de Ouro à Princesa Isabel: “A muito amada em Cristo Filha Nossa Isabel Princesa Imperial Regente do Império do Brasil”. E foi com os lábios trêmulos de santa emoção embriagada quase pela suave fragrância que a flor de ouro desprendia, que a Princesa Isabel após beijá-la comovidamente, afirmou ao enviado do Papa Leão XIII: “Agradeço ao Santo Padre esta grande prova de apreço, e prometo ser filha obediente da Santa Sé”.
11-No exílio, na capela do Castelo d’Eu havia uma imagem do Sagrado Coração de Jesus, entre a Coroa Imperial Brasileira e a bandeira do Brasil Império. Diante desses símbolos a princesa vinha, diariamente, rezar pelos seus queridos brasileiros.
12- Eis a expressão de sua vontade suprema assinalada em seu testamento, feito em Boulogne-sur-Seine, Paris, em 10 de janeiro de 1910:
“Quero morrer na Religião Católica, Apostólica, Romana, no amor de Deus e no dos meus e de minha Pátria”.
O seu fervor pelo catolicismo era tão grande que ela era capaz dos mais assinalados sacrifícios. Aos 70 anos de idade e com grande dificuldade para se locomover (precisava do auxílio de uma bengala), por causa do excesso de peso e de problemas cardíacos, visitou em 05 de setembro de 1916, a Igreja Sagrada Família (obra do mais famoso arquiteto catalão, Antoni Gaudí) em Barcelona na Espanha passando todo esse dia em orações.
Vitral do palacete da Ilha Fiscal/RJ fazendo referência a Princesa Isabel (Princ. Reg. Elisabeth Redemptrix Servorum in Brasilia 1888) - Isabel Princesa Regente Redentora dos Escravos no Brasil.
Imagem: Causa Real
Texto: Monarquia Já

Um comentário: